Suculentas para ter em casa – veja como cuidar

12 de setembro de 2018Jessica Moraes
Blog post

De uns anos pra cá elas ganharam espaço cativo na nossa casa e no nosso coração. As suculentas, plantinhas pequenininhas, bonitas e fáceis de cuidar, parecem mesmo perfeitas. Mas será que a gente tá cuidando delas direitinho mesmo?

Como escolher

Tem uma infinidade de espécies de suculentas por aí, e ao mesmo tempo que isso é fascinante, não é nada fácil escolher qual levar pra casa, já que não temos tantas opçõe$ assim, se é que você me entende.

Mas pra facilitar a sua vida e o seu bolso, uma dica é conferir as características das principais espécies e saber qual que leva jeito pra morar na sua casa feliz da vida 🙂

A seguir uma seleção das mais indicadas pra ter na sua casa ou no seu apê, tanto faz:

Echeveria

echeveria

Famosa pelo seu formato de flor, ela está sempre disponível nos principais stands e feiras de plantas suculentas, já percebeu?

O bacana dela pra quem quer levar pra casa ou pro apartamento é que ela “sinaliza” quando precisa de sol: suas folhas vão se alongando e deformando o desenho original de flor. Ou seja: cuidando direitinho ela sempre manterá sua forma encantadora 🙂

Rabo de burro

rabo de burro

Essa é uma das minhas favoritas. Com uma tonalidade mais clara, ela tem esse formato de “grão” e quando bem cuidada cresce a todo vapor. Suas hastes são longas por isso são ideais para pendurar no alto em vasos suspensos. E ela pode ficar em meia sombra ou na luz solar direta, com regas periódicas.

Planta fantasma

planta fantasma

Bem parecida com a echeveria por seu formato – embora seja também estrelado – a planta fantasma deve ter esse nome (um deles) por causa da sua variação de cor:  além do verde clarinho, ela pode ir do branco ao cinza e ainda assumir tons de azul e cor-de-rosa.

Jade

jade

Outra queridinha do meu jardim (se eu tivesse um)! Haha! A planta jade tem um tom mais escuro e pode ser cultivada em ambiente interno, com meia sombra ou luz difusa. Se ficar na luminosidade direta, as bordas de suas folhas podem ficar ligeiramente avermelhadas.

Dedinho de moça

dedinho de moça

Fácil de cuidar, suas folhas que parecem jujubas mudam de cor de verde para vermelho durante os meses de verão, como uma adaptação protetora. Interessante, né? Outra coisa legal é que novas plantas podem ser cultivadas a partir de folhas que caem e são depositadas no solo.

Como cuidar da sua suculenta

Engana-se quem pensa que suculenta exige menos atenção. Assim como qualquer planta ela requer cuidados e manutenção, vamos lembrar que ela antes de ser um objeto decorativo, é um ser vivo e merece nossa atenção e afeto 🙂

Embora o que atraia ter uma suculenta ser o fato de que seus cuidados são poucos e mais simples; é preciso qie eles sejam sempre tomados, assim mais tempo durará sua plantinha.

como cuidar de suculentas

Enfim, vamos às “condições”: suculentas AMAM sol e detestam sombra. Essa é a primeira regrinha.

Segunda regrinha: umas suculentas amam mais sol, outras menos sol. Isso significa que você precisa saber o que a sua espécie prefere: luz direta? Luz indireta? Luz difusa? Meia sombra?

Logo, o local a ser escolhido para sua suculenta ficar é de fundamental importância. Se ela vai ficar em um ambiente interno, que seja perto da janela. A luz natural é indispensável para elas.

Água: a questão da rega das suas suculentas é outro fator que exige atenção. Lá vem a terceira regra: elas precisam de POUCA água. Você pode perder sua amiguinha se não regá-la. No entanto, você pode perder sua amiguinha se regar demais.

infográfico suculentas

Por outro lado, quantidade exata não temos, porque tudo irá depender do clima da sua região, do vaso em que elas estão e da quantidade de sol que recebem. Mas pra facilitar sua vida, você pode fazer assim:

No inverno, regue de uma a duas vezes por mês. No verão, regue uma vez por semana.

E atenção! As folhinhas não querem água! Molhe apenas o solo! Está com dúvida? Verifique se a terra está muito seca e se sim, pode regar. Caso ela ainda esteja levemente úmida, deixe para regar depois.

No mais, vale lembrar que alguns cuidados podem variar de espécie para espécie, então vale sempre tomar nota com o vendedor ou fornecedor quando você comprar sua primeira muda, ok?

Definitivamente, esse mundo das suculentas é diverso e tem muita coisa ainda sobre elas que eu gostaria de compartilhar com vocês, como por exemplo, como começar a cultivar mudas de suculentas, criar vasinhos e terrários, conhecer outras espécies. Deixa nos comentários o que você gostaria de saber sobre as adoráveis suculentas!

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Post anterior

mindfulness

Mindfulness - tudo o que você queria saber

11 de setembro de 2018

Próximo post

A viagem sonora de José González - a voz do folk

13 de setembro de 2018